07

jul

Revisão do Codex Alimentarius determina controle de micotoxinas na castanha do Pará


A Comissão do Codex Alimentarius adotou mais 30 padrões para os alimentos ao redor do mundo ao final de um reunião de uma semana realizada em Roma pela FAO. Entre as novas medidas adotadas está a determinação para eliminação da aflatoxina das castanhas do Pará, conhecidas como castanha do Brasil para o resto do mundo.

A aflatoxina é um tipo de micotoxina, substância nociava ao ser humano porque causa dano ao fígado e pode levar ao câncer. Esta foi a razão para a Comissão do Codex Alimentarius. O codex é o conjunto de padrões, princípios e técnicas que devem ser observados na produção e manuseio de alimentos .

As micotoxinas não afetam apenas a castanha do Pará. Elas também estão presentes em cerca de 45% da produção brasileira de milho. Uma das soluções possíveis no caso do milho é o uso de biotecnologia. Sementes resistentes a pragas como as que contém informação genética da bactéria Bacillus thuringiensis (Bt) produzem subst6ancias tóxicas para determinadas pragas. De acordo com informações do Centro de Informações em Biotecnologia, isso permite reduzir o ataque de praga em até 90% sem o uso de inseticidas e consequentemente reduz a proliferação das micotoxinas que se desenvolvem nos buracos feitos pelos insetos para colocar suas larvas.

Segundo a FAO, mais de 30 mudanças foram feitas no Codex Alimentarius, porém apenas a da aflotoxina cita nominalmente um país.

Outras mudanças aprovadas também procuram reduzir ou eliminar substâncias potencialmente carcinogênicas que podem estar presentes no café (ocratoxina A, ou OTA), em produtos com muitos carboidratos como batatas fritas, pães e biscoitos (acrilamida, produto químico identificado pela primeira vez em alimentos em 2002) e em comidas prontas para comer (Listeria monocytogenes) que pode causar doenças e matar, principalmente pessoas com imudeficiência.

Outras mudanças determinam níveis máximos de fumonisina (outro tipo de micotoxina também produzida por fungos) no milho e em derivados do milho e a definição de novos princípios e diretrizes para ajudar os países a estruturar e operar um sistema nacional de controle sobre os alimentos para garantir práticas justas e garantir a saúde dos consumidores.

Leia a íntegra da notícia (em inglês) no site da FAO, ou visite o site da Comissão do Codex Alimentarius.

Receba as notícias do Blog da Terra em seu computador, assine nosso feed por este link. Se preferir receber por email, assine nossa Newsletter diária gratuita (campo na barra lateral).

Tags: , , ,

Este post foi publicado terça-feira, 7 de julho de 2009 às 11:32 e colocado na categoria Alimentação, Ciência e Tecnologia, Conexões, Geral. Você pode seguir os comentários à este post pelo RSS 2.0 feed. Você também pode deixar um comentário abaixo, ou trackback do seu próprio site.

Deixe seu comentário