08

jan

Aumento de temperatura na Terra terá impacto dramático na agricultura, diz estudo da Science


Estudo publicado esta semana na revista “Science” mostra que o impacto do aumento da temperatura global no final do últimos 20 anos do século XXI (2080-2100) terá um impacto dramático na agricultura. Segundo os autores do estudo, David. S. Battisti, da Universidade de Washington, e Rosamond Naylor, da Universidade de Stanford, ambas nos Estados Unidos, haverá locais no planeta com grande excesso de produção de alimentos e outros com uma escassez medonha.

O cálculo do aumento de temperatura foi feito com base em 23 modelos computacionais que contribuíram para o modelo climático do IPCC e em dados reais e mostrou que há uma probabilidade de mais de 90% de as temperaturas mais altas já alcançadas no século passado nos trópicos e sub-trópicos serem as temperaturas médias dessas áreas no final do século XXI – a figura abaixo mostra essas probabilidades.

Verões em 2080-2100 com temperaturas mais altas do que as mais altas já registradas entre 190-2006

Verões em 2080-2100 com temperaturas mais altas do que as mais altas registradas entre 1900-2006 (Cortesia Science/AAAS)

“É concebível que as temperaturas mais altas dos verões do século passado representem a norma no final do século XXI. Mas é se a temperatura média no futuro exceder as mais altas temperaturas já registradas? Entrar em um novo domínio de altas temperaturas médias, não somente ondas de calor de vários dias, certamente irá desafiar a capacidade da população mundial  de lidar fisicamente com o estresse causado pela alta temperatura crônica, a não ser que grandes adaptações sejam feitas”, comentam Battisti e Naylor.

As adaptações, segundo os cientistas, serão fundamentais para balancear o excesso de alimentos e a falta deles em diferentes partes do mundo e somente poderão ser alcançados “desenvolvendo-se variedades de sementes tolerantes ao calor, ao estresse devido ao aumento de temperatura da água e sistemas de irrigação apropriados para vários sistemas agrícolas. A capacidade genética, genômica, produtiva, a gerencial e de engenharia para fazer essa adaptação pode ser desenvolvida globalmente, mas terá um custo alto e irá requerer prioridades política.”.

Está mais do que na hora de colocarmos a mão na massa….

Tags: , , , , ,

Este post foi publicado quinta-feira, 8 de janeiro de 2009 às 17:01 e colocado na categoria Alimentação, Ciência e Tecnologia, Geral, Uso da Terra. Você pode seguir os comentários à este post pelo RSS 2.0 feed. Você também pode deixar um comentário abaixo, ou trackback do seu próprio site.

6 Respostas para “Aumento de temperatura na Terra terá impacto dramático na agricultura, diz estudo da Science”

  1. Aumento de temperatura na Terra terá impacto dramático na … | Splog diz:

    [...] (2080-2100) terá um impacto dramático na agricultura. Segundo os autores do estudo, David. …… post completo indexado a partir de http://feeds.technorati.com/search/temperaturas Rating 3.00 out of 5 [...]

    9 de janeiro de 2009 às 00:33

  2. Aquecimento global e milho tolerante ao estresse hídrico diz:

    [...] os autores sugeriam a necessidade de se criar sementes resistentes à escassez de água – leia aqui o post [...]

    9 de janeiro de 2009 às 12:41

  3. A seca na Argentina | Blog da Terra diz:

    [...] do início de janeiro na revista “Science”, é criar sementes tolerantes à seca (leia aqui). Uma tecnologia que, ao que tudo indica, estará disponível em breve (leia aqui), e, com certeza, [...]

    25 de fevereiro de 2009 às 13:49

  4. GERINALDO MONTEIRO diz:

    AS PESSOAS RIEM DE MIM QUANDO EU DIGO QUE A
    TEMPERATURA DA TERRA VAI AUMENTAR DE TAO GRANDE
    MANEIRA, QUE VAI CHEGAR A UMA SITUAÇAO DE
    NAO PODERMOS SAIR DE CASA DE TAO GRANDE CALOR
    DA CONSEQUENCIA DO SUPER-AQUECIMENTO GLOBAL !!!

    27 de fevereiro de 2010 às 16:35

  5. MONYHH diz:

    o calor esta de mais e a temperatura tbm

    27 de maio de 2011 às 11:35

  6. bianca diz:

    nao entendi porra nenhuma

    28 de junho de 2011 às 19:20

Deixe seu comentário